Adriana ValeColunistasSlider

Se você não canibalizar seu próprio negócio, outro o fará

Esta frase célebre de Steve Jobs instiga empresários a superarem a si mesmos antes dos concorrentes o fazerem, porque o mercado é implacável e só sobrevive quem está apto a perceber e responder às mudanças a tempo

Porque alguém canibalizaria o próprio negócio? Primeiro vamos entender de forma clara e objetiva o que isso significa. Canibalizar o próprio negócio é nada mais, nada menos que se superar. Buscar inovação constante para otimizar produtos, serviços e atendimento ao seu cliente, mantendo-se sempre alinhado com a demanda do mercado, evitando que o seu cliente já fidelizado olhe para a grama do vizinho e migre para lá.

Mas para que isso aconteça – antes que o seu concorrente “roube” o seu cliente, você precisa  usar a inteligência: inteligência competitiva e de mercado. Os processos e as ferramentas envolvidas lhe permitirão antever as tendências e hábitos desse consumidor e as movimentações dos concorrentes, lhe dando o poder de responder com agilidade, mas respeitando sua capacidade produtiva, lhe permitindo manter seu posicionamento e domínio do mercado, podendo até mesmo lhe proporcionar maior fatia de mercado, que se traduz em mais faturamento.

A inteligência lhe permitirá se superar e oferecer cada vez mais valor àqueles que já lhe “compraram” – literalmente. Warren Buffet fala sobre o princípio de “wow your customer” (maravilhe seu cliente na tradução livre), que ele acredita ser um dos fatores mais importantes para o sucesso de qualquer negócio. Esse conceito permite manter o seu cliente sempre encantado com a sua entrega enquanto você se aprimora para atender cada vez mais a necessidade dele, usando basicamente os processos e ferramenta de CRM para entender  o  perfil  dos  clientes  e  poder,  respeitando  sua  cadeia  produtiva  e  recursos, melhorar as ofertas.

Independente  da  fase  de  maturidade  do  seu  empreendimento,  nunca  se  acomode  e acredite que seu lugar está garantido no coração – e na mente – do cliente. O mercado é dinâmico, a concorrência está cada vez mais acirrada e o consumidor está cada vez mais – e mais rapidamente – insatisfeito. Não se satisfaça com pouco também. Supere-se!

Saiba mais sobre Adriana Vale clicando aqui.


Adriana Vale, mentora de negóciosmestre em Gestão de Negócios, profissional com 21 anos de mercado, empresária, professora de pós graduação, mentora e avaliadora de várias bancas consagradas no mercado; trabalha com projetos de viabilidade e posicionamento de negócios e criou um programa de gestão de negócios eficiente.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar