Finanças

Saiba como separar as contas da empresa e as despesas pessoais

Saiba como separar as contas da empresa e as despesas pessoais

Na correria do dia a dia, muitos microempreendedores têm dificuldade para separar as suas finanças pessoais das despesas do negócio. Assim, as contas acabam se confundindo e o empresário não consegue identificar o que foram gastos da empresa e quais retiradas serviram para atender necessidades individuais ou familiares.

No entanto, essa falta de organização pode ser muito prejudicial para a saúde financeira da PME, colocando em risco a sobrevivência do empreendimento. Por isso, para auxiliar os pequenos empresários, preparei algumas dicas simples e importantes para ajudá-los a administrar o orçamento e a garantir a destinação correta dos recursos. Confira:

  1. Faça um registro dos gastos e despesas. Elabore uma planilha para registrar todos os gastos do negócio e as despesas pessoais, com uma separação nítida entre as contas da pessoa física e da pessoa jurídica. Atualmente, alguns softwares e aplicativos também podem auxiliar nesse processo de uma forma mais prática e segura.

  2. Tenha contas bancárias separadas. Apesar de parecer algo óbvio, muitos empresários ainda não possuem contas específicas para o negócio. Para evitar confusão e controlar as despesas, é essencial separar cartões de crédito, débito e extratos bancários. Procure o auxílio de um banco para escolher a melhor opção para a sua empresa.

  3. Estabeleça um salário fixo. Evite fazer retiradas da conta da empresa para cobrir seus gastos pessoais. Estabelecer um salário fixo, com uma renda mínima mensal, pode te ajudar a organizar melhor as finanças do negócio. Quando a empresa faturar mais ou quando as metas forem atingidas, é possível determinar um bônus ou premiação para você e para os funcionários. 

  4. Faça reservas financeiras. Os momentos de alto faturamento são ideais para fazer uma reserva financeira e evitar complicações futuras. Assim, em tempos de crise, você não precisará tirar dinheiro do próprio bolso para manter o funcionamento do negócio.

  5. Busque a ajuda de um contador. É sempre importante estar informado sobre os seus direitos e sobre as novidades do setor em que a sua empresa atua. Um contador especialista pode ser um ótimo parceiro para identificar oportunidades, além de ajudá-lo a organizar as finanças e a manter as contas em dia.

 

*Dora Ramos é educadora, coach financeira e diretora responsável pela Fharos Contabilidade & Gestão Empresarial, em São Paulo – Pharos.


ninguem te contou?

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar