Adriana ValeColunistasSlider

Inovar sem enganar

A sabedoria popular já dizia: “não faça promessas que não pode cumprir”

Afinal de contas, o que é inovação para você? De acordo com o dicionário, inovar é
simplesmente criar algo novo. E isso não requer reinventar a roda. Muitos negócios ficam
buscando soluções mirabolantes para ser dizerem inovadoras e no final das contas acabam
criando problemas para si.

Cada vez mais os produtos e serviços estão “commoditizados” e as empresas precisam
buscar novos valores para serem agregados às suas ofertas, com o objetivo de se
manterem competitivas. No entanto, dá a sensação de quando bate o desespero e falta
criatividade, que os empreendimentos acabam fazendo promessas que não podem cumprir.
Fórmulas incríveis, prometendo verdadeiros milagres, requerendo pouco ou nenhum
esforço. E quantos consumidores não se deixam encantar pelas maravilhas das campanhas
hipnóticas.

Mas essa estratégia de encantar o cliente é antiga e válida. As revistas de moda só
mostram mulheres lindas nos anúncios de cosméticos porque querem associar seus
resultados à beleza. O problema está na mensagem: se a comunicação induz a
consumidora que terá exatamente o mesmo resultado, está agindo de má fé. Mas se está
apenas associando seus resultados à algo que salta aos olhos, já não soa tão agressivo. E
mesmo assim, hoje já se questionam os padrões de beleza, então todo cuidado é pouco.
Resumindo, tudo é uma questão de bom senso de ambas as partes.

Agora imagine a seguinte situação: “Dobre seu faturamento em 6 meses”: quem garante?
Baseado em quê? Cada cenário, cada conjunto de variáveis impacta nos resultados de
forma diferente. E as pessoas parecem ficar realmente hipnotizadas por frases envolventes,
lotadas de gatilhos mentais, baseados em programação neuro linguística.

A inovação nos produtos, serviços, processos… está nas coisas mais simples: na
embalagem mais fácil de abrir; na entrega mais rápida… contanto que você tenha se
planejado, mitigado os riscos e se organizado para que essa promessa se cumpra.
Você sabia que existe uma coisa chamada “brand equity”? É o valor da marca. E muitas
vezes o valor da marca é muito maior do que o valor da fórmula, por exemplo. E assim
como em todas as relações humanas, confiança é algo que se leva muito tempo para
ganhar e milésimos de segundo para perder.

Não faça promessas que não pode cumprir pelo estímulo de inovar para desbancar a
concorrência e sair muito na frente. Um consumidor enganado e insatisfeito, não só não
retorna como angaria seguidores negativos para a sua marca.

Saiba mais sobre Adriana Vale clicando aqui.


Adriana Vale, mentora de negóciosmestre em Gestão de Negócios, profissional com 21 anos de mercado, empresária, professora de pós graduação, mentora e avaliadora de várias bancas consagradas no mercado; trabalha com projetos de viabilidade e posicionamento de negócios e criou um programa de gestão de negócios eficiente.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar