People

No vestibular paciência e planejamento é essencial, para os pais

Estresse exagerado somente deixará os estudos piores

Na fase de vestibular os alunos devem considerar diferentes métodos e processos de aprendizagem, isto é, como afirma a fundadora da Filhosofia Valéria Ribeiro, “as pessoas têm canais de aprendizagem diferentes e dessa forma aprendem de forma diferentes e isso precisa ser respeitado.”

Os vestibulandos possuem formas diferentes de estudar e de se concentrar, sendo assim os pais devem respeitar e ajudar, como alerta a especialista e coach familiar, “Procure respeitar a forma como o filho estuda. Se ele gosta de estudar com música, deixe isso acontecer, se ele estuda melhor em lugares organizados e silenciosos, propicie isso. Se ele estuda melhor vendo os vídeos de explicação na internet, também está tudo certo. Se a melhor forma de estudar são os mapas mentais, isso também é bom.”

Valéria Ribeiro elenca atitudes que os pais devem realizar para aliviar a pressão da rotina de estudos:

– Quando conversar com seu filho, busque conversar de outros assuntos que não seja o vestibular, afinal ele já está vivendo isso 24 horas por dia;
– Tenha cuidado quando tratar da escolha do curso que o filho fará na graduação;
– Lembre-se que essa é uma escolha dele e não sua, ele não tem obrigação nenhuma de cursar um curso que você sonhou para você ou mesmo seguir uma profissão da família;
– Mantenha uma postura de orientação, busquem informações juntos sobre as diferentes carreiras, leve-o para conversar com profissionais da área, mas não faça a escolha por ele;
– É preciso lembrar que hoje estamos formando jovens para profissões que talvez ainda nem existiam ou profissões que os pais não conhecem muito bem o que fazem, afinal o número de graduações aumentou muito e isso acaba tornando a escolha mais complexa;
– Os pais devem ressaltar quais são as qualidades, habilidades, competências e talentos do filho. Isso aumenta a confiança do estudante, pois revela ao jovem seu potencial e consequentemente o auxiliará a conseguir notas melhores nos vestibulares;
– O estudante está ansioso, tendo insônia, se sente muito angustiado, vale a pena procurar um profissional (psicólogo, homeopata, terapeuta ou outro) que possa ajudá-lo a lidar melhor com a pressão do vestibular. O lado emocional é decisivo, pois fortalece a confiança do jovem e auxilia nas escolhas realizadas.

E a coach ressalta que independente do resultado do vestibular, uma atitude positiva é sempre o melhor caminho, “É importante deixar claro para o filho que independente do resultado o amor que os pais sentem por eles continuará o mesmo e como eles dizem ‘estamos juntos’”.

Fonte

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar