Saúde

Entenda a importância do fisioterapeuta em equipes esportivas

Como o nome já diz, o fisioterapeuta esportivo é o responsável pela avaliação, prevenção e reabilitação de lesões em atletas. Com isso, sua abordagem vai além do conhecimento da modalidade esportiva, devendo saber também quais movimentos, lesões mais comuns, treinos e preparação para um melhor rendimento.

Segundo o fisiotepaeuta e diretor da clínica Fisio&Forma, Kalil Zipperer, esse profissional é de extrema importância para atletas individuais e de grupo e atua de mãos dadas com a equipe técnica durante a preparação dos atletas.  Normalmente, o fisioterapeuta realiza duas abordagens no esporte, que são a preventiva e a tratativa.

“Na primeira abordagem, o profissional faz uma avaliação aprofundada de cada atleta, considerando desequilíbrios posturais, erros do gesto esportivo, desequilíbrios musculares, entre outras alterações, para que possa ser realizado um trabalho preventivo”, explica.

Outra abordagem essencial deste profissional é feita após a ocorrência da lesão, quando geralmente é iniciado um programa terapêutico precoce visando o retorno do atleta ao esporte o mais rápido possível.

As lesões são bastante comuns nos esportes e para cada modalidade existe um perfil diferente de fratura. “No futebol, por exemplo, há muitas fraturas de tornozelo e de mãos, no caso de goleiros. No vôlei, as mais comuns também são nas mãos e tornozelo. Nas lutas, elas ocorrem nos cotovelo e nos ossos da face e mãos. Já no Basquete, existe grande incidência de fratura no tornozelo”, acrescenta.


[ASSISTA – EXCLUSIVO]


Kalil explica que quando há lesão no esporte, o procedimento mais aplicado para os atletas é o protocolo PRICE, siga em inglês para proteção, repouso, gelo, compressão e elevação. De acordo com o especialista, esse protocolo é utilizado imediatamente após a lesão e, depois disso, é iniciado o procedimento terapêutico específico para o tipo de dano.

O fisioterapeuta da Fisio&Forma diz que existem dois programas voltados para atletas de equipe, que são os exercícios individuais e os de grupo: “No individual, o trabalho se baseia no quadro específico de cada atleta, considerando alterações biomecânicas, modalidade esportiva e posição que o mesmo ocupa dentro do esporte. Já os exercícios em grupo são utilizados de forma preventiva, para evitar lesões e não têm a necessidade da individualidade do atleta”, diz.

Além de fisoterepeuta esportivo, Kalil Zipperer é ex- atleta e sabe da importância do acompanhamento desse profissional no esporte. “O fisioterapeuta esportivo não ajuda apenas a evitar lesões, mas também contribui para a melhora da performance e permite que o atleta pratique sua modalidade com mais segurança, além de ter uma vida esportiva mais longa”, conclui.

Clique aqui para saber sobre a Clínica Fisio e Forma

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar