People

Facebook empata com televisão, como principal fonte de informações

Praticamente a totalidade dos jovens possuem Whatsapp, Facebook e Instagram

Muito se fala sobre o envelhecimento da população, e a necessidade de adequação do varejo como um todo para este público mais experiente, com mais renda e mais exigências. Mas ao mesmo tempo temos uma nova geração que já nasceu na era digital, passa o dia todo conectada, e a pergunta que não quer calar é: o varejo e as marcas estão adaptados para as demandas deste público? Como pensa e quais os hábitos dos Novos Consumidores? Esse público, que possui entre 16 e 22 anos, possui muito acesso a informação, tem sonhos e angústias do mundo atual, e muitas opiniões formadas.

69% dos jovens entrevistados moram com os pais e 57% não possuem atividade remunerada, o que influencia no baixo consumo dessa faixa etária. Mesmo assim, a maioria das compras são feitas online em lojas virtuais ou sites de revenda. Essa é uma das descobertas do estudo “Os Novos Consumidores Brasileiros”, desenvolvido pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) em parceria com a AGP Pesquisas, que faz uma radiografia dos principais hábitos de consumo dos jovens entre 16 e 22 anos.


[Exclusivo] Leia ainda: Mais recursos levam à melhores resultados? Por Luis Porto


O estudo mostra que 75% dos jovens fazem compras pela internet, a maioria concentrada em lojas virtuais (Submarino, Americanas.com, etc) e sites de revenda (OLX e Mercado Livre). Também é perceptível um crescimento das compras através de redes sociais, onde os usuários são impactados por divulgação das grandes marcas e já realizam as compras por impulso, na hora, eliminando alguns pontos de atrito do varejo que incomodam esta geração mais impaciente.

As redes sociais são as principais fontes de informação e conteúdo deste público: mais de 90% dos entrevistados possuem Facebook e Whatsapp, e os utilizam como fonte de informação e notícias, mesmo patamar observado para a televisão como fonte de informação. Tem também o lado ruim desta dependência do celular – 70% dos entrevistados acessam o celular toda vez que são notificados, e 90% acessa pelo menos uma vez por hora.

É um público que está bastante decepcionado com a situação atual do Brasil – 85% classificam como Ruim ou Péssima, e aproximadamente 30% dos entrevistados se vê morando fora do Brasil no prazo de 5 anos. Apesar deste desânimo, os sonhos continuam os mesmos das gerações anteriores: Casa Própria, fazer Faculdade e Viajar.

 

Metodologia

O estudo entrevistou 623 consumidores em todo o país, e teve como objetivo quantificar aspectos relacionados aos hábitos de compra, e opiniões dos novos consumidores, jovens entre 16 e 22 anos.

Disponível no site: http://sbvc.com.br/os-novos-consumidores-brasileiros/

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar