NegóciosSlider

CRESCE O NÚMERO DE MULHERES INVESTINDO E TRABALHANDO NO MERCADO FINANCEIRO

CRESCE O NÚMERO DE MULHERES INVESTINDO E TRABALHANDO NO MERCADO FINANCEIRO

“A representação feminina está crescendo em conselhos de serviços financeiros e comitês executivos. Nas taxas atuais de crescimento, os serviços financeiros globalmente atingirão 30% de representação de comitê executivo feminino até 2048”, aponta pesquisa.

As mulheres respondem por mais de 46% da população economicamente ativa no país, existem mais de 151 mil investidoras na bolsa de valores. De janeiro a abril deste ano, foram mais de 9 mil novas investidoras registradas na B3. Com evidente potencial econômico elas estão se tornando, além de investidoras, parte do próprio mercado financeiro.

A representação feminina está crescendo em conselhos de serviços financeiros e comitês executivos. Nas taxas atuais de crescimento, os serviços financeiros globalmente atingirão 30% de representação de comitê executivo feminino até 2048, aponta pesquisa mundial feita pela Women in Financial Services. Nos últimos 18 anos, na Nova futura Investimentos, o quadro de funcionárias mulheres quadriplicou. “Estando há alguns anos nas finanças, sinto particular felicidade ao ver mais mulheres se envolvendo numa área, até então, extremamente masculina. Ainda temos uma longa caminhada para igualar esta balança, mulheres são maioria no Brasil, e têm níveis educacionais em média superiores aos dos homens, porém, mesmo com educação igualitária, e nos mesmos cargos, ainda se encontram ganhando menos. Mas tenho certeza que este dia chegará. Torço muito para que as mulheres sigam sendo incentivadas, principalmente a não desistirem de carreiras promissoras”, diz Kelly Possebon, Financista da Nova Futura Investimentos.

Assista:  Marcela Tavares fala exclusivamente ao Cobizz sobre o empreendedorismo na sua carreira.

Há 35 anos atrás, não existiam tantas mulheres no mercado de trabalho como atualmente, principalmente no setor financeiro. Com o passar dos anos, elas estão ganhando maior qualificação. E nos últimos 15 anos, a participação delas em Tesouro Direto cresceu 280%, as mulheres representavam 24,1% do total de investidores no Tesouro Direto em dezembro de 2016 e passaram a ser 27,5% em dezembro do ano passado, o que significou uma participação recorde, conforme a Secretaria do Tesouro Nacional. “Com o passar dos anos, elas estão ganhando maior qualificação e isso traz equilíbrio num mercado tão masculino” finaliza Possebon.

Saiba mais sobre a Nova Futura Investimentos clicando aqui.


ninguem te contou?

Relacionados

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar