IdeiasNegócios

Empresário expande seu negócio do home office aos EUA e Canadá em menos de dois anos

"... lojas online precisariam ter o máximo de mobilidade e facilidade administrativa..."

Empresa registra crescimento de quase 200% de junho de 2016 a dezembro de 2017 e vive momento de expansão ao mercado internacional

Criada pelo publicitário Ricardo Orico no início de 2016, a Rupave, empresa online que comercializa softwares e gift cards para clientes B2B e B2C, em menos de dois anos aumentou exponencialmente o seu faturamento e saiu da escrivaninha no quarto do empresário para uma sala comercial na região mais tradicional da Barra Funda e agora mira mercados da América do Norte.

Com uma média de 100 produtos em seu portfólio, entre eles, softwares Windows, pacotes Office, Server, antivírus e gift cards – sendo os dois primeiros os mais vendidos – a empresa faturou mais de três milhões de reais de julho de 2016, época em que iniciou suas atividades comerciais, a dezembro de 2017.

“Ao longo da minha carreira como publicitário e empreendedor sempre tive a percepção de que lojas online precisariam ter o máximo de mobilidade e facilidade administrativa. E foi durante uma viagem aos EUA, enquanto adquiria um conteúdo online para um videogame, que tive um insight: transportar essa experiência para a internet”, conta Ricardo. O empresário também comenta que realizou diversas pesquisas sobre negócios que pudessem ser estruturados com essas premissas e identificou que, havia ampla oferta de fornecedores online de softwares, porém a minoria era especializada no envio digital, apesar de ser uma forte tendência natural de mercado.

Segundo a sócia e irmã de Ricardo, Emy Orico, a Rupave já nasceu com ideia da expansão internacional em seu DNA. “Iniciamos a operação no Brasil e, assim que ela se estabilizou e amadureceu, nossos primeiros alvos no cenário internacional foram os EUA e o Canada, já que ampliar o e-commerce a esses mercados não exigiria uma mudança tão grande na operação”, explica.

Ricardo ainda afirma que a elevada e complexa carga tributária que o empreendedor brasileiro enfrenta é o grande obstáculo para investir ainda no mercado local: “temos desafios diários ao lidar com a burocracia e os inúmeros impostos, taxas e contribuições federais, estaduais e municipais”.

Em parceria com Emy, profissional com mais de 15 anos de experiência em Atendimento ao Cliente, Ricardo, que até então atuava como publicitário, iniciou as pesquisas de mercado para abrir seu próprio negócio em janeiro de 2016 e cinco meses depois começou a execução do projeto, comercializando apenas os gift cards. A Rupave encerrou o ano com o faturamento de 100 mil reais. No ano seguinte, a empresa incluiu os softwares em seu portfólio de produtos e passou a investir em estratégias de Marketing Digital, conquistando 10 mil clientes que causaram um boom de três milhões de reais em sua receita. Hoje, o e-commerce alcança uma média de 120 mil acessos mensais e aparece na primeira página da busca orgânica por softwares no Google.

Para 2018, as metas incluem, além da expansão internacional, a diversificação e ampliação do mix de produtos em seu portfólio. O executivo acredita que está mudança ocorrerá por meio de parcerias com desenvolvedores de software. “A ideia é criar uma ponte entre os mercados internacionais e acredito firmemente que um software bem desenvolvido no Brasil, tem grandes oportunidades de ser ofertado nos EUA e/ou Canadá. Da mesma forma, o caminho contrário tem todo potencial”. Os empreendedores querem proporcionar um ambiente ideal onde desenvolvedores possam vender seus conteúdos com facilidade e agilidade. Segundo eles, a expansão internacional é pautada nessa estratégia.

A Rupave inicia sua operação norte-americana na primeira quinzena de março com novo endereço de e-commerce: http://rupave.us. Na sequência, será a vez do site canadense entrar no ar – http://rupave.ca.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close