EconomiaSlider

Novo Refis vai permitir a regularização da situação fiscal e o acesso a fontes de crédito, analisa sócio da KPMG

Novo Refis vai permitir a regularização da situação fiscal e o acesso a fontes de crédito, analisa sócio da KPMG

O Governo Federal publicou no Diário Oficial a Medida Provisória 766, que instituiu o Programa de Regularização Tributária (PRT). Trata-se de uma nova versão do Refis que vai permitir  a utilização de créditos calculados sobre saldo de prejuízos fiscais e de base negativa da CSLL apurados até 31 de dezembro de 2015 e declarados até 30 de junho de 2016, não somente da empresa devedora, como também de outras do mesmo grupo econômico. Para começar a valer na prática, a MP ainda depende da regulamentação da Receita Federal.

Poderão ser incluídos no programa de débitos de natureza tributária ou não tributária, vencidos até 30 de novembro de 2016, de pessoas físicas e jurídicas, inclusive objeto de parcelamentos anteriores rescindidos ou ativos, em discussão administrativa ou judicial, ou ainda provenientes de lançamento de ofício.

Segundo o sócio de área tributária da KPMG, Wiliam Calegari de Sousa, ao o contrário dos programas de Refis anteriores que possibilitava a redução de multas e juros sobre os débitos vencidos, a versão atual permitirá a utilização de créditos tributários administrados pela Receita Federal, ou seja, muitas empresas possuem créditos tributários com o fisco que não podiam ser utilizados nas consolidações dos débitos nas versões anteriores do Refis.

”A combinação dos dois fatores, compensação de débitos com créditos de prejuízos fiscais e base negativa de CSLL no mesmo grupo econômico e a utização de créditos fiscais próprios administrados pela Receita, deve atrair muitas empresas com passivos tributários ou previdenciários na adesão ao novo programa. Além de possibilitar às empresas e às pessoas físicas a regularização fiscal e o acesso a fontes de crédito, o programa contribuirá para o incremento nos cofres do Governo Federal”, analisa.

Sobre a KPMG

A KPMG é uma rede global de firmas independentes que prestam serviços profissionais de Audit, Tax e Advisory. Estamos presentes em 155 países, com mais de 174.000 profissionais atuando em firmas-membro em todo o mundo. As firmas-membro da rede KPMG são independentes entre si e afiliadas à KPMG International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça. Cada firma-membro é uma entidade legal independente e separada e descreve-se como tal.

No Brasil, somos aproximadamente 4.000 profissionais distribuídos em 13 Estados e Distrito Federal, 22 cidades e escritórios situados em São Paulo (sede), Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Joinville, Londrina, Manaus, Osasco, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São Carlos, São José dos Campos e Uberlândia.   

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar